13 estratégias para atrair clientes com imagens

Tempo de leitura: 19 minutos

No celular, na rua, nos shoppings, no metrô… A impressão que fica é a de que os conteúdos visuais estão por todos os cantos. Com isso, é fácil considerar tudo um imenso borrão e ignorar a maioria dos estímulos. O que acontece é que alguns — os melhores — têm o poder de captar o olhar e o interesse. O resultado? Marcas que se destacam ao atrair clientes com imagens.

Só que muitas empresas sentem grande dificuldade exatamente nessa área. Mesmo que seu empreendimento já exista há um tempo e tenha um lucro pequeno, são diversos os obstáculos. Para poder se destacar da avalanche de imagens e conquistar o público-alvo, é preciso saber quais as melhores estratégias, canais e formatos. Como? Elaboramos um artigo super completo, recheado de dicas práticas e úteis para o empreendedor que quer conquistar mais clientes e ampliar os negócios.

Para descobrir como você pode atrair mais pessoas para o seu empreendimento pelo uso das imagens, continue a leitura!

É possível atrair clientes com imagens?

Não apenas é possível, como é muito provável. A questão é saber como. Em primeiro lugar, é preciso parar de pensar no conteúdo visual a partir do perfil do público de 40 anos atrás. Isso pode parecer um pouco óbvio, mas é fato que muitas empresas ainda apostam no modelo publicitário já esgotado de outrora.

Antigamente, a propaganda em meios de massa era a chave-mestra para o sucesso de uma marca. Quem tinha dinheiro podia investir em anúncios em revistas, jornais, outdoors… Isso sem contar nos comerciais na TV. O discurso era dividido entre palavras — muitos verbos no imperativo, como compre, “beba”, “vista” — e imagens que ajudam a compor a ideia do produto ou serviço.

Com o passar dos anos, o número de palavras começou a cair e as imagens passaram a ser protagonistas quase que absolutas da publicidade. Em vez de ocuparem apenas um quadrado na folha, começam a dominar uma, duas páginas. E continuaram crescendo com encartes e tudo mais que a tecnologia e o orçamento permitirem. Hoje, as imagens transbordam as mídias impressas e ocupam o mundo virtual. Sites, blogs, redes sociais: todos estão fervilhando com anúncios de empresas dispostas a atrair clientes com imagens

A persuasão continua a mesma, mas o foco se altera de acordo com a clientela do momento. Se antes um outdoor certamente atraía o olhar de quem está no carro, no ônibus ou a pé, hoje ele precisa competir com busdoors, flyers, placas, frontlights e banners. Isso sem falar na necessidade de fazer com que as pessoas literalmente levantem a cabeça e deixem o celular de lado para ver sua placa de publicidade na rua!

Na internet, não é diferente: é preciso atrair a atenção do seu público-alvo. Mas ela tem algumas vantagens consideráveis para o marketing das PMEs. Com a estratégia certa e ações bem planejadas, é possível competir em pé de igualdade com concorrentes bem maiores e conquistar clientes para além das fronteiras da sua região.

Para tanto, é necessário saber como explorar os conteúdos visuais. Separamos abaixo algumas estratégias:

1. Conte histórias

O cérebro humano tende a interpretar imagens de acordo com a sua realidade. Por isso muitos de nós somos capazes de “enxergar” formas animais ou humanas nas nuvens. É também por essa razão que, para muitos, é tão complexo analisar uma obra de arte abstrata.

Ajude seu público a criar mentalmente uma boa história ao se deparar com seu material! Se você tem uma padaria, nada mais bonito do que mostrar uma cesta farta, com pães que parecem crocantes e recém-saídos do forno. Ou talvez a manteiga que derrete sobre uma fatia que, de tão quentinha, ainda sai vapor.

Não queremos torturar ninguém com essas deliciosas descrições, mas apenas reforçar a nossa ideia do poder de uma imagem em contar uma história. Ou vai dizer que você não imaginou a cena inteira e já ficou com uma vontade enorme de correr para a padaria?

Mas isso não precisa ser apenas com comida. A ideia de contar uma história e atrair clientes com imagens inspiradoras pode ser aplicada a praticamente todas as áreas de atuação. O mais importante aqui é saber o que é capaz de ativar o cérebro do receptor para o seu negócio.

Uma forma interessante de começar essa jornada é pesquisando junto ao seu público. As questões não precisam ser diretas, mas podem indicar caminhos. A partir disso, é possível criar ou explorar ideias que abordem o tema. Imagens fortes são aquelas que marcam e transmitem alguma emoção. É por isso que a boa propaganda é aquela que impacta quem a vê.

2. Use imagens originais

A internet facilitou muito o acesso aos mais diferentes conteúdos. Quer um cartão de aniversário engraçado para postar no perfil de um amigo? Basta digitar isso no mecanismo de busca de sua preferência para, em alguns segundos, ter uma tela de computador recheada de opções.

Inspirações de conteúdos de qualidade ajudam sua empresa a conseguir o estalo criativo para buscar a originalidade de suas peças. Porém, na hora de atrair clientes com imagens, é preciso cuidar para não ser uma cópia de alguma outra ideia.

Voltemos ao exemplo do cartão de aniversário. Ao usar uma imagem já pronta e disponível, o remetente se coloca numa situação de risco. Outra pessoa pode também chegar a essa imagem e ambos acabarem postando o mesmo conteúdo. Uma saia justa desagradável, certo?

O mesmo acontece quando o conteúdo que você usa vem pronto de alguma outra empresa ou marca. No final do ano passado, a maquiadora ucraniana Vladda Haggerty acusou a Kylie Cosmetics, da empresária e socialite norte-americana Kylie Jenner de plágio. Foram duas imagens de semelhança impressionante postadas na rede Instagram. Na primeira vez, Jenner apagou a foto e disse ter usado a imagem de Haggerty como “inspiração”. Na segunda, a maquiadora ironizou: “Você não pegou inspiração suficiente de mim?”.

Situações como essa têm o grande poder de quebrar a relação de confiança com o público e impactar de forma negativa nas vendas. Só que, no caso de imagens, o dano pode ser irreparável: qualquer conteúdo publicado depois disso despertará, quase automaticamente, a desconfiança do público. Será que essa imagem também foi roubada? Quem rouba na campanha publicitária também engana o consumidor?

Fica a lição: use inspirações para dar vazão às mensagens da sua marca. Mas tome cada uma delas como fonte para criar conteúdo imagético próprio, obras originais e únicas. Quando bem executadas e de forma consistente, o público saberá reconhecer seus esforços e recompensá-los na confiança e nas compras.

3. Explore o valor da sua marca

Existem sempre duas formas de pensar sobre o seu negócio. Uma é achar que você vende o produto X ou o serviço Y. A outra, muito mais produtiva para atrair clientes com imagens, é entender qual o valor do que você oferece para o público. Não falamos necessariamente de quantias em dinheiro, mas em termos de resposta a necessidades e desejos.

Uma empresa que venda bijuterias, na verdade, pode estar oferecendo acesso facilitado às modas e tendências em acessórios para mulheres. A mensagem é a de que não é preciso ser rico ou gastar muito para ser fashion.

Explore e desenvolva a sua marca! Isso significa definir qual a identidade, a missão, a visão e os valores. Ao investir nela, você passa a criar uma diferenciação da concorrência e se destaca por ser original e único.

Falamos acima sobre originalidade e aqui novamente ela vira tema central. Pense na Coca-Cola, com sua identidade visual marcante e slogans que são reconhecidos por gerações ao redor do mundo. “Beba” — “Enjoy”, ou a mais nova “Sinta o Sabor” — “Taste the feeling”, são dois exemplos fortes. Quer uma imagem? O urso polar saboreando uma garrafa da bebida. E por mais bizarra que essa associação possa parecer à primeira vista, a composição e a veiculação dos anúncios naturalizou a ideia de um animal beber refrigerante.

Quer mais um fato que realmente faz da Coca-Cola uma empresa que vale um estudo aprofundado sobre a construção permanente de uma marca? O refrigerante é a bebida mais famosa do mundo e uma das palavras mais populares.

Lógico que sua empresa não precisa perseguir os mesmos objetivos, mas é interessante perceber como a constância das ações, aliada a fortes estratégias de marketing, costuma render resultados positivos.

4. Deixe um respiro para as imagens

Para atrair clientes com imagens é preciso ser enxuto. Por isso, é indispensável criar o que os designers chamam de área de respiro. Explicamos: elas são as áreas vazias usadas na diagramação. Na prática, elas dão um ar mais convidativo para que o receptor seja conquistado para ver ou ler o material em questão.

Mas elas também ajudam a criar destaques e pontos focais na peça. Caso contrário, a composição geral da imagem poderia ser algo caótico que desviasse — ao invés de concentrar — a atenção.

Dependendo da situação ou do contexto, teste o contraste de um fundo neutro para suas peças. O resultado costuma ser impactante!

5. Evite focar apenas em vender

Logo no início do post falamos sobre as mudanças no perfil do público consumidor através dos tempos. Hoje em dia, a repetição das ordens ao espectador — “Compre!”, “Faça!” — perdeu grande parte do seu poder. A razão é simples: com a internet cada vez mais popular e de fácil acesso, as pessoas não ficam mais reféns de uma única possibilidade de produto ou serviço, disponível na sua região. Com uma rápida pesquisa, elas descobrem novas formas de responder aos seus anseios — às vezes na promoção e com frete grátis.

Há outro fator: no mundo virtual, o contato empresa-cliente deixou de ser unilateral. Antes, o consumidor só podia ligar ou mandar uma carta e torcer para ser respondido. Mas, na era da comunicação digital, empresas são facilmente acessadas por meio de perfis e páginas nas redes sociais. E as interações deixaram de ser particulares para serem (bastante) públicas. Se o serviço é satisfatório, o cliente pode postar seu contentamento nas redes da empresa e, inclusive, avaliá-la positivamente, fazendo com que o próximo visitante tenha acesso ao comentário.

Essa postagem pode ser compartilhada e visualizada milhares de vezes e pode rodar o mundo em apenas um minuto. Clientes, hoje em dia, têm o poder de criar ou destruir uma marca a partir de um único comentário.

Levando em consideração esses dois fatores, fica claro que, para atrair clientes com imagens, é preciso se esforçar para conquistá-lo. O que isso significa? Que é fundamental construir e fortalecer a relação com clientes e com o público em geral. Em vez de apenas fazer anúncios, sua marca pode conquistar oferecendo informação, histórias, valores, emoções.

Há tanto a ser explorado que não seja uma oferta!  A partir de um calendário de efemérides, você pode ajudar o público a comemorar as principais datas. Ou apoiar causas que sejam genuinamente importantes para as pessoas — incluindo você mesmo.

Ao tirar o foco apenas da imagem para anúncio de venda, sua marca amplia o escopo da comunicação e interação com as pessoas, ajudando a criar laços mais duradouros do que apenas uma venda pontual.

6. Mostre pessoas

Vamos repetir uma ideia: o mundo mudou bastante e continuará mudando. É preciso abandonar ideias que antigamente pareciam ser as únicas possíveis para atrair clientes com imagens. Uma delas é no que diz respeito às pessoas representadas em seu material.

Modelos idealizados perdem cada vez mais o seu lugar para as pessoas reais. Não estamos dizendo que, com isso, o tipo físico exposto não tenha mais lugar na publicidade. A proposta é abraçar a diversidade e a real imperfeição do ser humano.

Isso acontece por conta de um fenômeno fantástico: as selfies. A partir de uma câmera digital e acesso à internet (que pode ser por smartphones, tablets ou desktops), qualquer anônimo tem chances de se tornar uma celebridade. Isso independe de raça, cor, religião, físico ou quaisquer outros elementos de segregação aplicados à publicidade de outrora.

Pessoas em situações espontâneas e cotidianas são uma das fortes tendências da fotografia comercial moderna. Para você isso é uma ótima notícia! Fica muito mais fácil conseguir que clientes publiquem (ou permitam que sua marca o faça) conteúdos contando a experiência deles com sua empresa. Isso, aliás, ajuda na hora de provocar uma maior quantidade de compartilhamento. Aproveite!

7. Invista nas fotos 360º

De forma direta ou indireta, falamos muito aqui sobre criatividade. E é preciso concordar que as melhores empresas de cada segmento aproveitam cada chance para ser criativos, se destacar e atrair clientes com imagens.

As fotos 360º merecem um destaque especial. Elas permitem que a pessoa, consiga ter uma percepção de estar no ambiente fotografado, olhando ao redor. Ou de ver um produto sob todos os ângulos possíveis.

Além de uma estratégia que, por si só, traz uma quantidade de informações bem difícil de se conseguir por meio de textos ou imagens estáticas, as fotos 360º também têm o poder de aguçar a curiosidade do visitante.

Um restaurante localizado em um mirante, por exemplo, pode mostrar ao mundo a exuberância da paisagem vista do seu estabelecimento. Aliás, esse espaço pode ser alugado para um evento especial e você já tem uma prévia, a partir desta foto, de tudo que o espera no local.

A ação é supersimples e altamente efetiva. Com uma imagem de qualidade, você desperta o interesse e o desejo, transpondo facilmente o obstáculo do desconhecimento do lugar. A partir de um tour virtual, a pessoa se sente mais segura para fechar negócio com muito mais rapidez.

8. Lembre-se do design responsivo

Não é à toa que começamos nosso artigo com “No celular…”. O acesso à internet por meio dos dispositivos móveis ultrapassou, em 2016, o computador. As razões para esse fenômeno são simples: é mais barato e prático ter um smartphone conectado do que ter um desktop e um plano de internet para ele.

A maioria das operadoras oferece pacotes acessíveis com uma enorme quantidade de dados para garantir um acesso quase ininterrupto. Há também a realidade das cidades pequenas e zonas rurais, onde é mais fácil ter uma antena para celular do que estrutura para internet residencial ou comercial.

Isso tudo influencia diretamente o seu site, você sabia? As melhores páginas são aquelas que permitem acesso desktop e mobile, com o mínimo de perda na navegabilidade, para as mais diferentes plataformas e navegadores. Caso contrário, o cliente chega à sua página, não consegue achar o que procura, vai embora e encontra seu concorrente.

9. Acerte no tamanho das imagens

Já que estamos falando de acesso móvel e navegabilidade, outra estratégia importante para atrair clientes com imagens é lembrar de adequar o tamanho delas nas postagens e páginas. É preciso lembrar que dispositivos móveis costumam ter menos memória e velocidade no carregamento de dados, então, usar conteúdos muito pesados de forma corriqueira atrapalha ou impede a navegação.

O Facebook, por exemplo, já leva isso em consideração e oferece algumas ferramentas para garantir uma navegação mais rápida e que consome menos dados: cada usuário pode escolher, em uma escala (Alta, Média ou Baixa), a qualidade da imagem e se deseja reproduzir vídeos automaticamente.

Outro fator importante no quesito imagens nas redes sociais é referente às dimensões adequadas. Fotos de capa do Facebook, por exemplo, obedecem a um padrão e sua marca precisa estar atenta a ele se quiser garantir a visualização adequada de seus visitantes. Outro detalhe é que essas imagens podem ser acessadas de computadores, celulares e tablets, portanto, faça testes antes de publicar em definitivo para verificar se elas funcionam bem em diferentes dispositivos ou precisam de ajustes.

Essa estratégia precisa ser aplicada a todos os seus canais, incluindo site, blog, e-commerce, além das próprias mídias sociais.

10. Tenha cuidado com a publicação em redes sociais

Já abordamos algumas estratégias separadamente que merecem também uma análise em conjunto: redes sociais, pessoas e originalidade.

Depois de publicado, um conteúdo pode nunca mais deixar de existir. Isso porque, além de ser compartilhado, é fácil salvar uma imagem congelada da tela do dispositivo e continuar replicando (o famoso print screen). Então é preciso atenção a todos os detalhes que envolvem o conteúdo, sejam eles jurídicos, morais ou éticos.

Uma piada aparentemente inofensiva, dentro de um contexto específico pode gerar sérios danos para uma marca. Uma campanha da Aspirina (Bayer) foi obrigada a devolver o prêmio no Festival de Cannes depois de uma enxurrada de críticas nas redes sociais, acusando a marca de machismo.

Casos como esse vêm ganhando especial atenção. A razão é simples: com acesso facilitado às imagens de todo tipo e a popularização da internet, a viralização de conteúdo tem se tornado um fenômeno cada vez mais comum.

Analise com cuidado o que for postar. Na dúvida, teste e pergunte. E, em caso de erro, não hesite em se desculpar e corrigir as falhas.

11. Otimize a positividade

Já reparou como os conteúdos visuais que mais atraem e conquistam são as imagens alegres e divertidas? Com a vida corrida e estressante, as pessoas buscam as redes sociais como forma de se desconectar do mundo real. Isso inclui os problemas. Então, se o objetivo é atrair clientes com imagens, estabeleça como foco o incentivo à felicidade, ao prazer. Isso não quer dizer apenas fazer piada, mas reforçar que a vida também é feita de alegrias.

Isso ajuda a conquistar o olhar e o interesse do público e garante mais atenção às outras mensagens que você deseja divulgar. Audiência conquistada reage muito mais a tudo o que é postado.

12. Conheça o seu público

Abordamos tantas questões e deixamos para o final algo de extrema importância. Atrair clientes com imagens é diferente de atrair cliques aleatórios. Uma das reclamações comuns de muitas empresas no marketing digital é que, mesmo postando com frequência adequada, seus conteúdos não atraem negócios para a marca.

Uma estratégia, para ser bem-sucedida, precisa de cuidadoso planejamento. Um dos primeiros passos de qualquer planejamento é estabelecer quem é o público-alvo das ações. Sabe por quê? Dependendo dele é que você vai planejar o que precisa ser dito e como transmitir essa mensagem.

Se uma das personas da sua marca são mulheres casadas de 40 anos, donas de casa, não faz muito sentido postar uma mensagem de dia das mães com foco nos filhos que devem presentear suas genitoras.

Invista em criar um canal de comunicação o mais direto possível com o seu público de interesse e reforce suas ideias a cada imagem e material postado. Somado aos anúncios focados e outras estratégias, fica bem mais fácil transformar sua audiência em vendas.

13. Teste, teste, teste

Evitamos ao máximo o uso de expressões que indiquem ser esse ou aquele o único caminho possível. Na verdade, o que funciona para a maioria pode não dar muito certo para o seu negócio. Não precisa se assustar, essa notícia é boa. Isso significa que atrair clientes com imagens não depende de uma única fórmula, que rapidamente se esgota e morre.

Aproveite cada estratégia para testar novas possibilidades! A partir delas, você descobrirá como sua marca deve se posicionar a cada momento, aproveitando as possibilidades e driblando os eventuais obstáculos.

Afinal, se tudo muda o tempo todo, teste para descobrir quais as atuais necessidades de seu público, seja uma marca do presente.

Que tal nosso artigo? Ele ajudou você a enxergar mais possibilidades para atrair clientes com imagens e aumentar as vendas? Ficou com alguma dúvida ou quer dividir conosco suas experiências? Aproveite a área de comentários! Estamos sempre atentos ao que você tem a dizer!

Deixe uma resposta