7 dicas de ouro para criar um plano de marketing

Tempo de leitura: 6 minutos

O marketing é essencial para os negócios. Com as estratégias, é possível aumentar a visibilidade da marca, atrair novos clientes, além de buscar uma posição de destaque no mercado, tornando-se uma referência. Uma empresa que não é vista, não será lembrada pelos consumidores no momento da compra. Portanto, se você deseja ampliar as suas vendas, é preciso montar um bom plano de marketing.

Se você ficou interessado e busca conhecimento para montar um bom plano, o nosso post vai lhe ajudar bastante. Vamos mostrar as principais dicas para você alcançar o sucesso! Boa leitura.

1. Entenda o problema que se propõe resolver

Um produto ou serviço representa uma solução para o consumidor. Se você atua no mercado hoteleiro, por exemplo, o seu estabelecimento é a solução para quem busca um bom lugar para se hospedar.

Saber qual é solução que o negócio se propõe a oferecer, permitirá que você e sua equipe explorem todas as possibilidades e ajudem seus clientes a obter os melhores resultados possíveis.

2. Conheça o seu público-alvo

Além de entender qual é o seu produto ou serviço, é essencial que você defina e conheça o seu público-alvo. Não são todas as pessoas que precisam da sua solução. Se você não tiver esse conhecimento, pode gastar tempo e dinheiro oferecendo seu produto para quem não tem interesse.

Para criar estratégias mais assertivas e aproveitar as oportunidades que o mercado oferece, é muito importante definir o nicho de mercado no plano de marketing.

Vamos usar um exemplo, para ficar claro. Você é dono de um hotel localizado em uma região com grandes empresas, ponto de referência para empresários e comerciantes. Porém, você não analisou seu nicho de mercado e está investindo cada vez mais em entretenimento hoteleiro. Você adicionou ao seu estabelecimento uma grande sala de jogos e uma piscina. Parece ótimo, não é mesmo?

Porém, há um problema sério. Seus clientes não têm tempo para usufruir dessas opções e, quando estão no hotel, na maior parte do tempo, se concentram em seus quartos, trabalhando ou descansando. Nesse caso, seria mais interessante investir em melhores acomodações do que em opções de lazer.

Entendeu a importância de analisar o público-alvo? Esse conhecimento direciona as ações para o que realmente importa e o que faz diferença.

3. Analise a concorrência

Outro ponto que merece destaque no plano de marketing é a análise da concorrência. Esse estudo permite conhecer os pontos fortes e fracos, as opções que seu público-alvo já tem disponível e o que falta. Assim, você pode identificar onde a concorrência se destaca e onde ela deixa aberturas que podem — e devem! — ser exploradas.

Para fazer essa análise, você pode utilizar os serviços dos seus concorrentes, atuando como consumidor. Analise cada ponto e faça registros do que observou.

4. Defina suas estratégias e ações

Você já sabe o que vai oferecer para o mercado, já conhece o seu público-alvo, analisou as opções existentes e agora deve elaborar as estratégias e ações. Para criar essa definição, o primeiro passo é enxergar suas limitações, de investimento e estrutura.

Por exemplo, você definiu que vai utilizar as redes sociais para promover o seu estabelecimento. Porém, você não possui estrutura humana para manter um bom acompanhamento do canal escolhido.

Sabemos que as redes sociais são ótimas ferramentas para as empresas. Mas não basta criar uma página e deixá-la parada, esperando que uma mágica aconteça. É preciso acompanhar de perto, atualizar, mostrar novidades. E, para isso, é necessário encarregar um responsável.

Da mesma forma, não adianta elaborar estratégias que necessitem de alto custo financeiro se a sua empresa ainda não comporta esse investimento. Por isso, é muito importante avaliar o que você e sua equipe têm disponível, antes de montar um plano de marketing.

Com isso em vista, elabore as suas estratégias. Os canais de divulgação, os pontos de interação com os clientes, a forma de abordagem e a linguagem. Avalie também como serão as vendas, se terá uma política de descontos e um programa de fidelização, entre outros.

Lembre-se de criar ações de curto, médio e longo prazo e sempre monitorar o desempenho de cada uma.

5. Use e abuse da tecnologia

A cada dia surgem novas opções e ferramentas que ajudam as pessoas e criam possibilidades para os negócios. É preciso sempre inovar e se atualizar.

Um belo exemplo é o tour virtual. Imagine que você está definindo a viagem dos seus sonhos. Já comprou a passagem aérea, já sabe os lugares que deseja visitar, os melhores estabelecimentos, a cultura do local.

Porém, uma dúvida ainda persiste: qual hotel devo escolher? Você pesquisou bastante e chegou a duas possibilidades, mas não sabe como definir a melhor opção. Que tal fazer um tour virtual pelos hotéis e ver o diferencial de cada um? Uma ótima ideia, não é mesmo?

Essa fantástica possibilidade permite conhecer o interior dos estabelecimentos e identificar os diferenciais. As fotografias em 360° conseguem mostrar detalhes do lugar, como se você realmente estivesse presente.

Essa ferramenta pode ser usada por diversos tipos de negócio, como hotéis, restaurantes, academias, salões de beleza… as possibilidades são infinitas!

6. Crie metas

No plano de marketing, é muito importante trabalhar com a definição de metas. Elas ajudam a manter todas as ações direcionadas, com foco no resultado traçado.

Lembre-se de criar metas claras, específicas e que sejam conhecidas por toda a equipe. Elas devem ser relevantes para estimular os envolvidos a buscar os objetivos.

É recomendado associar as metas com as tratativas, de forma que você consiga criar uma expectativa de cada estratégia tomada e, assim, avaliar a eficiência de cada ação.

7. Defina um cronograma

Tão importante quanto criar metas é definir um cronograma. Se você define um objetivo, mas não estabelece um prazo, ele pode ser alcançado em uma semana, um mês ou em até um ano.

Para manter uma boa avaliação das estratégias no plano de marketing, defina um cronograma, com os prazos das ações e os responsáveis.

Vimos, em nosso artigo, que criar um plano de marketing é fundamental para aumentar a visibilidade da marca, atrair novos clientes e ampliar as vendas.

É preciso entender o problema que sua empresa se propõe a resolver, conhecer o público-alvo, analisar a concorrência e definir as estratégias. A tecnologia amplia as possibilidades e você deve utilizar seus recursos. Crie metas de vendas para direcionar o seu negócio, sempre lembrando de que elas devem ser acompanhadas de um cronograma.

Siga essas dicas para criar um plano de marketing estratégico e ter sucesso com o seu empreendimento!

Gostou do nosso artigo? Então, aproveite e confira agora mesmo nosso post Por que fazer um site para sua estratégia de Marketing Digital.

Deixe uma resposta