Entenda o que é ROI e aprenda como calcular essa métrica

Tempo de leitura: 6 minutos

No mundo dos negócios, saber o que é ROI é essencial. A métrica do retorno sobre investimento (ou “return on investment”, em inglês) é muito popular graças a sua flexibilidade e simplicidade. Ela calcula com que eficiência uma empresa está usando o dinheiro investido para gerar lucros.

Por isso, no artigo de hoje, você entenderá melhor o que ela significa exatamente, qual sua importância para um empreendimento e como obtê-la a partir de uma conta fácil. Vamos lá?

O que é ROI?

O retorno sobre investimento é o resultado conseguido após uma determinada ação. Pode ser um rendimento alcançado em reais, um crescimento nas vendas ou uma melhoria na produtividade da sua equipe.

Por exemplo: uma alteração no sistema de gerenciamento do setor de recursos humanos pode não impulsionar suas vendas a princípio. Porém, isso é capaz de deixar sua administração interna mais efetiva e, consequentemente, aumentar a competência geral do escritório.

Toda vez que uma organização avalia novos processos e procedimentos é fundamental definir metas de desempenho. Afinal, se você tiver um objetivo delineado é mais fácil pôr em prática as iniciativas adequadas para atingi-lo.

O ROI é uma métrica relevante que auxilia na tomada de decisões e, por isso, pode ser classificada como um KPI (“key performance indicator” ou indicador-chave de performance). Ela foi inventada pela gigante química norte-americana DuPont, responsável por inovações que mudaram o mundo, como a Lycra, o Nylon e o Teflon.

Foi em 1912 que um vendedor chamado Donaldson Brown submeteu um relatório de eficiência que usava uma versão da fórmula do ROI (até então conhecida como fórmula de DuPont). Tempos depois, a métrica foi incorporada como uma das mais primordiais do mundo corporativo.

Se antes as únicas medidas para avaliar o sucesso de uma companhia eram vendas e custos, o modelo do ROI adotava técnicas estatísticas para analisar unidades de negócios diferentes. Em vez de priorizar apenas essas duas variáveis, Brown quis, com a sua fórmula, estabelecer o desempenho com maior sofisticação.

O ROI surgiu, então, como uma medida única e intuitiva. E, por causa do seu formato, permitiu algo revolucionário para a época: a comparação de empresas de diversos tamanhos.

Hoje, corporações que se dedicam a atividades distintas confiam no ROI para mensurar estrategicamente suas iniciativas. Afinal, a fórmula permite entender quanto um investimento gera de receita, e isso é determinante para saber se você está gastando muito ou pouco em uma ação específica.

Uma vez que todos os empreendimentos precisam se manter em forma financeiramente, os orçamentos têm de ser ajustados em função dos resultados que trazem para evitar gastos excessivos. Monitorar com cuidado seu ROI ajuda a estipular se há espaço para crescimento ou se é hora de tentar algo novo.

Porém, por mais significativo que ele seja, as organizações não devem pensar nele como o único indicador de sucesso. Rastrear apenas o ROI pode colocá-lo em uma cilada em situações relacionadas aos processos de inbound marketing, por exemplo.

Considerando que um prospect pode ser atraído por uma campanha, mas se tornar cliente de fato graças a outra, monitorar apenas o ROI da primeira não fornecerá uma visão verdadeira do que aconteceu.

Contudo, existem outros tantos casos em que essa métrica é benéfica para mensurar o êxito da sua companhia. Conheça a seguir a necessidade de utilizá-la, assim como suas principais vantagens.

Por que o ROI é importante?

O cálculo do ROI oferece muitas vantagens. A primeira e mais óbvia delas é conhecer o impacto do seu investimento (qualquer que seja ele) no negócio. Se você concluir que está desperdiçando dinheiro em uma ação, é claro que é preciso mudar. E essa métrica deixa isso evidente.

Há inúmeros cenários em que o ROI pode auxiliá-lo a tomar uma boa decisão, como:

  • na compra de novos equipamentos;
  • na adição de um novo departamento;
  • na contratação de funcionários;
  • na avaliação de estratégias de vendas.

Se as informações acima ainda não lhe convenceram de que essa métrica é essencial, veja os benefícios que ela pode trazer:

  1. Com o ROI, você consegue focar no sucesso. Ele guia o olhar da administração para a obtenção do melhor lucro possível nos ativos totais disponíveis, o que é vantajoso em longo prazo.
  2. O ROI é um critério para mensurar a eficácia das equipes. Apresenta-se, portanto, como um indicador-chave para a empresa.
  3. O ROI junta em um cálculo só várias fases do planejamento financeiro.
  4. O seu cálculo permite a comparação de resultados tanto interna quanto externamente.
  5. O ROI é uma ótima forma de verificar fraquezas e forças no seu empreendimento, particularmente com relação ao uso e não uso de ativos individuais.
  6. A métrica ajuda a desenvolver um senso de responsabilidade, permitindo que gerentes e líderes meçam e avaliem suas próprias atividades à luz dos ganhos alcançados por outros setores.

O ​ROI é um indicador padronizado para medir a capacidade financeira de um investimento e, por ser comumente usado, pode descrever uma oportunidade com clareza. Ele é um poderoso recurso para que a corporação avalie estratégias, mas você deve se certificar de que compreende suas limitações.

O ROI também é uma métrica que demonstra preocupação excessiva com fatores financeiros, o que pode não ser o caso em todas as iniciativas da organização. Às vezes, elementos como a pesquisa e o desenvolvimento de produtos e o relacionamento com os clientes são tão imprescindíveis para conquistar lucros quanto um investimento bruto.

Como calcular o ROI?

Em termos simples, a melhor fórmula para calcular essa métrica é:

ROI = (Retorno do Investimento – Custo do Investimento) / Custo do Investimento

Lembre-se de que basta multiplicar o resultado por 100 para obtê-lo em porcentagem.

O ROI também consegue esclarecer algumas confusões que podem ser causadas por empresários. Se uma pessoa faz um investimento 50 vezes maior do que outra e espera que seu ganho seja necessariamente maior, ela pode se decepcionar. Afinal, um bom investimento precisa considerar seus custos. Caso contrário, é impossível fazer uma avaliação sobre seus retornos.

E então? Compreendeu o que é ROI? Aproveite e leia também as nossas dicas para aumentar as vendas do seu negócio!

Deixe uma resposta