Esclarecemos 8 mitos sobre fotografia

Tempo de leitura: 6 minutos

Muitos de nós somos vítimas de alguns mitos sobre fotografia, em um momento ou outro. Seja supondo que uma nova câmera tornará os fotógrafos melhores ou adotando a máxima (muito comum!) de nunca usar o flash, há sempre um conjunto de regras informais ao qual nos atemos.

O importante, no entanto, é não deixar que nada sufoque a criatividade. Para lhe ajudar, selecionamos os 8 maiores mitos sobre fotografia e desvendamos um por um. Existe um ditado popular que ilustra muito bem a nossa intenção quando criamos esse post, “Focinho de porco não é tomada“! Dito isto, de uma conferida e boa leitura.

1. Grandes fotógrafos nunca usam o flash

Embora seja verdade que o flash produz alguns efeitos horríveis, em muitos casos ele é um salva-vidas. O segredo é saber quando e como usá-lo. Nas situações corretas, esse recurso pode transformar uma fotografia ruim em obra de arte.

Existem muitos cenários nos quais ele pode vir a calhar. Se for fotografar dentro de casa, esse é provavelmente o momento mais óbvio para usá-lo. Já em imagens ao ar livre, tiradas contra o sol, o flash atua como uma segunda fonte de iluminação, preenchendo áreas que estariam normalmente subexpostas.

Em técnicas como o freeze motion, ele pode resultar em peças dignas de uma exposição. A ferramenta tem também a capacidade de congelar o movimento em uma foto, portanto pode ser útil para capturas ao ar livre.

Por outro lado, em grandes eventos, fotografias espontâneas e shows, ele é provavelmente uma má ideia. Nesses cenários, o que o flash faz é lançar sombras feias e chamar a atenção para seu clique, prejudicando a qualidade do resultado final.

2. Uma câmera melhor fará do fotógrafo um profissional

Esse mito pode acabar destruindo as aspirações de um fotógrafo amador. Evite ficar preso à armadilha de pensar que uma boa câmera tornará o seu usuário um profissional da área.

Mesmo que o equipamento deixe o trabalho mais fácil, em última análise os resultados da fotografia são tão bons quanto quem está por trás dela. É importante dominar as configurações da máquina atual e não se apressar para adquirir uma nova. Lembre-se: o componente mais importante de uma câmera é o fotógrafo.

É verdade que equipamentos mais caros, quando utilizados com habilidade, produzirão melhores imagens do que uma câmera comum. O erro, entretanto, é acreditar que esse é o maior problema com as fotos.

3. O tripé é sempre necessário

Muitas imagens podem se beneficiar de uma superfície estável, mas existem momentos em que mover a câmera ajuda a transmitir energia. Ao fotografar objetos em ação, movimentar a máquina pode adicionar um borrão de movimento e resultar numa foto dinâmica.

É indicado diminuir a velocidade do obturador para conseguir cliques com uma incrível sensação de movimento. O tripé é uma ferramenta útil, mas não pode se tornar uma muleta. Existem outras maneiras de estabilizar uma câmera.

A menos que o fotógrafo esteja trabalhando por longas horas ou capturando imagens em macro, o ideal é libertar-se dele de vez em quando e experimentar novas perspectivas.

4. Fotos em 360º não trazem retorno para os negócios

Um montão de gente acredita que incluir fotos em 360º no seu website não faz a menor diferença. Essas pessoas não poderiam estar mais longe da verdade. Existem vários motivos pelos quais você deveria se interessar por ferramentas do tipo.

Clientes em potencial querem saber como é o seu negócio. Se você tem um ambiente agradável a oferecer, isso deve ser explorado em seu site e fácil de descobrir no Google. Uma sessão de fotos é também uma excelente forma de encorajar mais pessoas a fazerem uma visita.

Além disso, fotografias em 360º melhoram a classificação nos motores de busca e dão um ar de profissionalismo ao seu site. As fotos podem ser utilizadas em qualquer outro lugar e, até mesmo, deixar o perfil da empresa nas redes sociais mais convidativo.

Com imagens em 360º, sua marca pode desenvolver um tour virtual e reter mais visitantes no website. Esse tipo de passeio faz toda a diferença na hora de persuadir futuros clientes e diferenciar seus serviços da concorrência.

5. É preciso manter a linha do horizonte reta ao capturar paisagens

Você já deve ter ouvido por aí que manter o horizonte reto é crucial para fotografar ambientes e paisagens. Entretanto, em alguns casos, inclinar a câmera para criar uma sensação diagonal pode transmitir um senso de ação e deixar a captura mais emocionante.

Algumas composições se beneficiam especialmente da inclinação do equipamento. Essa técnica deve ser usada se a intenção for adicionar velocidade, energia ou sensação de movimento a uma imagem.

6. Nunca se deve fotografar em ambientes mal iluminados

Fotografia requer luz, certo? Por isso mesmo, muitas pessoas têm medo de fotografar em más condições de iluminação.

Enquanto houver fontes de luz, porém, sempre será possível encontrar oportunidades de capturar grandes imagens. Não é preciso limitar as fotos somente aos cenários de luminosidades específicas.

Ser capaz de aproveitar ao máximo a luz disponível é uma habilidade importante para um fotógrafo e permitirá ótimos cliques em diversos contextos.

7. Precisa-se sempre de mais megapixels

Esse é um dos mitos da fotografia digital mais propagados. A verdade é que é preciso mesmo contar com sensores de imagem maiores. Ter mais megapixels e sensores pequenos faz com que mais ruído e menos detalhes sejam registrados.

Dependendo do tamanho do sensor, qualquer coisa entre 12 e 17 megapixels já é mais do que o suficiente.

8. A menor abertura das lentes é a mais nítida

Outro grande mito da fotografia é que quanto menor a abertura das lentes, mais nítida será sua imagem. Entretanto, há um ponto ótimo na lente de cada câmera que pode fazer uma diferença notável nas capturas.

Essa área varia de equipamento para equipamento e, embora forneçam maior profundidade de campo, aberturas menores nem sempre resultam em cliques mais nítidos.

Agora que você já conhece os maiores mitos sobre fotografia e sabe por que eles não são verdadeiros, que tal aumentar a visibilidade do seu negócio com o auxílio desse recurso? Entre em contato com a 3603D e descubra o que podemos fazer por sua empresa!

Deixe uma resposta