Os 7 pecados capitais da fotografia digital

Tempo de leitura: 5 minutos

A cada minuto, cerca de 136 mil fotos são postadas no Facebook. O número é surpreendente e faz confirmar que estamos na era das imagens. Para não perder a crista da onda, as empresas costumam utilizar a fotografia digital para produzir imagens do seu negócio.

Mas nem sempre as organizações acertam. Dentre os erros cometidos, encontram-se fotos borradas, escuras e sem qualidade preservada. E isso compromete, e muito, o sucesso do empreendimento.

Quer saber o que pode estar indo errado? Acompanhe este texto e conheça 7 pecados da fotografia digital que estão fazendo com que empresários percam chances de negócios.

1. Fotos com alta exposição

Aquela foto que você bateu da sua loja ficou muito clara. Aqueles detalhes, aparentemente tão evidentes no produto, não ficaram nítidos.

Provavelmente, esses são problemas de superexposição. Isso quer dizer que muita luz foi incidida no sensor da câmera, geralmente porque as fotos foram batidas em um dia ensolarado ou local tivesse com muitas luzes acesas.

Para não cometer esse erro na fotografia digital, o diafragma da câmera precisa ser ajustado. Esse dispositivo permite regular a passagem de luz em direção ao obturador e sensor da câmera. Sendo assim, em lugares muito iluminados, opte por diminuir a abertura do diafragma.

2. Imagens em baixa resolução

Empreendedores que gostam de ter muitas fotos do seu negócio acabam fotografando em baixa resolução. De fato, deixar a câmera nessa configuração permite armazenar um maior número de fotos no cartão de memória. No entanto, você está cometendo mais um pecado da fotografia digital.

Isso porque uma foto em baixa resolução compromete a qualidade e reduz as chances de ser utilizada. Por exemplo, as imagens registradas nesse estado e salvas na extensão “.JPG” não poderão ser editadas ilimitadamente, uma vez que há perda de qualidade.

Outro detalhe é que não é possível fazer cópias grandes dessas fotos. A foto que você deseja reproduzir em um banner enorme não pode estar em baixa resolução. Nesse caso, os pixels em evidência prejudicam o aspecto visual fotografado.

3. Objeto muito longe

Sabe aquele produto que fica no alto da prateleira e que você não quer tirar de lá para fotografá-lo? Ou um cliente que está usando uma mercadoria da sua loja mas está distante para a foto ser batida? Então, cuidado para não cometer o erro de ter o assunto principal distante.

Para lidar com isso, obtendo sucesso com sua foto, você pode ajustar a lente da câmera, ou cortar a parte importante da foto com o uso de um programa de edição. No entanto, como já expomos anteriormente, a foto não pode estar em baixa resolução.

4. Olhos vermelhos

Esse é um dos pecados mais graves da fotografia digital. Olhos vermelhos são causados pelo uso do flash da câmera ao fotografar pessoas de olhos claros. Ao refletir na retina dos olhos, a luz intensa provoca esse efeito constrangedor.

Uma saída é não utilizar o flash ou editar a foto em um programa específico. Vale também pedir que a pessoa não olhe diretamente para o flash da câmera. Ainda, já existem câmeras digitais que oferecem um modo de disparo que não registra olho vermelhos nas fotos.

5. Contraste exagerado

Geralmente, sem tomar os devidos cuidados, uma foto pode ficar com muito contraste. Isso consiste nas diferenças pontuais entre as áreas iluminadas e de sombra na imagem. Dependendo do nível de contraste, pode parecer que alguém desenhou detalhes com um lápis na foto. Esse efeito pode não o ser o que você precisa.

Para amenizar essa característica desagradável, você pode utilizar o flash da câmera. Assim, a luz emitida dele preencherá as áreas de sombra e deixará a imagem com o contraste balanceado.

Outra dica é antecipar-se da situação de contraste, ou seja, antes de bater a foto, mantenha os olhos quase cerrados e olhe para o ambiente a ser fotografado. Assim, você se aproxima da maneira que o registro fotográfico é feito, além de saber previamente se vai ser preciso aumentar o contraste ou não.

6. Efeito indesejado da iluminação

O aspecto que você quer passar na fotografia depende muito da distribuição da luz. Quer um exemplo? Se você colocar luz diretamente em um objeto, deixando o restante do ambiente sombreado, resultará em um efeito dramático. Agora, se você iluminar de maneira homogênea toda a região a ser fotografada, terá a imagem com um aspecto mais relaxado. Não entender o posicionamento da luz, para encontrar o efeito adequado, é um erro comum na fotografia digital.

Esse erro é usualmente cometido em ambientes com iluminação natural, tal como praias e parques, pelo fato do controle de luminosidade nesses espaços é bem limitado. Uma possível alternativa é mudar o objeto de lugar ou aguardar a luz mudar de ângulo.

Sugerimos, ainda, a utilização de aparatos para calibrar a luz. Por exemplo, utilize um guarda-sol para deixar o objeto na sombra e equilibrar o contraste. Ainda vale aproximar ou afastar o objeto da fonte de luz, reposicionando-o e ir ajustando de acordo com o efeito que você quer dar.

7. Não investir em fotos 360º

Um pecado gravíssimo da fotografia digital é justamente não aproveitar as novidades que ela apresenta. É o caso das fotos 360º para negócios – uma tecnologia moderna que tem revolucionado a experiência do cliente e divulgação de produtos.

Esse novo conceito de fotografia digital permite que o usuário se sinta imerso no ambiente fotografado. Também consegue ver detalhes do ambiente e ter a comodidade de fazer isso sem sair de casa. Vale a pena conhecer algumas outras vantagens de oferecer esse serviço em seu empreendimento.

Esses foram alguns deslizes que você pode eventualmente cometer com a fotografia digital. Além do cuidado para evitá-los, ter fotos profissionais do seu negócio é algo bastante benéfico, pois gera credibilidade, destaque e atração de clientes. Afinal, quem não gosta de ver boas fotos para decidir por uma compra?

Quer ajudar os amigos que possam estar cometendo esses mesmos erros de fotografia digital? Compartilhar este texto nas suas redes sociais e colabore para que mais pessoas tenha conhecimento disso!

Deixe uma resposta